antonio_camargoMárcio Gomes

Antônio Camargo de Oliveira nasceu em 04 de maio de 1925 e iniciou sua atuação musical como cavaquinista e violonista em clubes da cidade. Na década de 1940 passou a atuar como cantor nas Rádios PRB-3 e Industrial, sendo durante cerca de oito anos crooner da orquestra de Mário Vieira. Em meados da década de 1950 integrou o Conjunto Raffa´s, e posteriormente o Conjunto Meia-Noite, com Nazário Cordeiro (guitarra), Damásio (piano), Miltinho (bateria) e Joãozinho da Percussão. Atuou como músico até o final da década de 1960, abandonando o cenário musical por ocasião do surgimento do iê-iê-iê e dedicando-se exclusivamente à profissão de alfaiate. Foi vencedor de diversos concursos promovidos pela Associação de Compositores de Juiz de Fora. Como compositor, podemos citar as músicas “Cicatriz”, com Juquita; “Quem És Tu?”, com Nelson Belavista; e “Reverso”, com Francisco Tavares. Como intérprete, lançou “Bela Visão”, de Juquita; “O Destino Esqueceu”, de Lincoln Brandi e Orlando dos Reis; “Nunca Mais”, de Francisco Tavares; “Até Leonor”, de Lair Silva; e “Meu Tormento”, de Djalma de Carvalho e Nelson Silva. Antônio Camargo faleceu no último dia 30 de julho, aos 89 anos de idade.