Carnaval 1974

As cinco Escolas de Samba que desfilaram no carnaval juizforano trouxeram bonitas fantasias, muito senso organização e sambas dos melhores para a passarela na Avenida Rio Branco. Ao contrário do que muitos esperavam, não houve assim superioridade marcante de uma Escola sobre a outra. A Juventude Imperial, tetra-campeã do nosso carnaval, apresentou-se bem no domingo, para culminar com uma apresentação brilhante na terça-feira. Seu samba de enredo Recife no Folclore de Maracatu, tem como destaque a bonequinha Calunga. Turunas do Riachuelo foi uma apresentação que agradou em cheio ao público que cantou com os elementos da Escola e aplaudiu muito a bateria. O enredo apresentou uma estilização de carrancas e pro e barcos que navegam pelo Rio São Francisco (o “Velho Chico”), fazendo menção a festa dos Afoxés, à Gabriela Janaína e a Iemanjá. A grande surpresa das Escolas de Samba foi a apresentação do Partido Alto, que até o ano passado desfilou como bloco. Se no domingo a apresentação não foi das melhores, com algumas atravessadas, o que aliás se verificou em todas as Escolas, no domingo. Partido Alto foi excelente em todos os aspectos no desfile de terça-feira. Apresentou seu samba-enredo baseado no episódio do século XVIII, envolvendo Chica da Silva, no arraial de Tejuco. Sua bateria trouxe 74 elementos na primeira apresentação, sob o comando de Newton Cruz. Castelo de Ouro apresentou relíquias e riquezas de Minas Gerais, com um samba dos mais cantados na avenida. Exaltou figuras como Santos Dumont, Tiradentes, Aleijadinho, as esmeraldas de Fernão Dias Paes Leme e os bandeirantes. Na primeira apresentação já deixou transparecer que seria difícil adversário para os demais concorrentes. Na terça-feira fez uma exibição de gala na passarela da Avenida Rio Branco, encerrando com chave de ouro sua participação no carnaval de 74. A Feliz Lembrança trouxe como enredo a comparação da nossa vida normal com a vida do circo. Foi um tema explorado com muita propriedade por José A. Jacob, popular Tuka, que teve seu samba cantado por todos que acompanharam os desfiles.”

Real Grandeza, a alegria do povo. Uma belíssima apresentação do bloco carnavalesco Real Grandeza, fazendo sua rentrêe no carnaval juizforano. Seu enredo foi o circo que teve de tudo que um circo deve ter, inclusive o picadeiro. Dezenas de alas bem organizadas, com fantasias alegres e vistosas , os palhaços, os trapezitas e um samba de Gilson Campos e Geraldo Moreira que foi um dos sambas mais cantados, tanto no desfile da avenida como nos clubes. O impacto de sua apresentação na noite de sábado foi de fato uma grata surpresa. Foi uma apresentação que merece todos os elogios que foi ratificado no desfile de segunda-feira”

Unidos exalta Brasília.O bloco Unidos dos Passos, o segundo a desfilar na noite de sábado, trouxe para avenida a exaltação a Brasília. Sua apresentação foi muito boa mas melhorou e muito na segunda apresentação. Seu enredo procura mostrar os primeiros anos antes da capita federal, passando pelos garimpos candangos e depois da genialidade Lúcio Costa e o poder criativo de Oscar Niemeyer, que com o dinamismo de Juscleino Kubitschek construíram a fabulosa Brasília. O Samba muito bem feito, mereceu o aplauso do público que acompanhou o desfile.”

Não Venhas Assim é o candomblé.O samba de Geraldo Santana foi também muito cantado na avenida e o desfile agradou bastante, com riquezas coreográficas e de ritmos. Os atabaques, os pontos do candomblé e da umbanda. Não Venhas Assim apresentou ainda a Deusa das Águas Iemanjá com todo sua beleza e majestade”

“As outras apresentações. Os demais blocos fizeram uma apresentação razoável. Rivais da Primavera trouxe uma bateria bem postada e como destaque sua bailarina Regina. Quem participou pela primeira vez foi o bloco Império do Mundo Novo que saiu com 121 componentes. Sua bateria composta de 45 elementos e um casal de porta-bandeira e mestre-sala.

Enredos

Escolas

Castelo de Ouro – “Grandes tradições de Minas”
Turunas do Riachuelo – “Tradições da Bahia”
Juventude Imperial – “Recife – folclore de Maracatus”
Partido Alto: “Chica da Silva”
Real Grandeza – “o Circo”
Feliz Lembrança – “A vida é um circo”

Blocos

Império do Mundo Novo – “Exaltação da beleza e tradições da Bahia”
Unidos da Serra – “A alegria do morro”
Não Venhas Assim – “”

Sambas de Enredo

Download das letras

Resultado

Escolas
1º Turunas do Riachuelo
2º Partido Alto
3º Castelo de Ouro
4º Feliz Lembrança

Blocos
1º Unidos dos Passos
2º Real Grandeza
3º Império do Mundo Novo
4º Unidos da Serra
5° Rivais da Primavera

Fotos

Fonte: Revista Razões, Diário Mercantil e Diário da Tarde

Desfiles

2010 - 2011 - 2012 - 2013 - 2014 - 2015 - 2016 - 2017

2000 - 2001 - 2002 - 2003 - 2004 - 2005 - 2006 - 2007 - 2008 - 2009

1990 - 1991 - 1992 - 1993 - 1994 - 1995 - 1996 - 1997 - 1998 - 1999

1980 - 1981 - 1982 - 1983 - 1984 - 1985 - 1986 - 1987 - 1988 - 1989

1970 - 1971 - 1972 - 1973 - 1974 - 1975 - 1976 - 1977 - 1978 - 1979

1966 - 1967 - 1968 - 1969