samba_e_povo

Disco gravado em 1968

por Márcio Gomes

Em 1968, Ministrinho, liderando seu conjunto, participou de um LP patrocinado pela Prefeitura de Juiz de Fora, na gestão do prefeito Itamar Franco, contendo doze sambas históricos de nossa cidade. O disco foi uma ideia do jornalista José Carlos de Lery Guimarães que, como diretor do projeto, contou com a assessoria de José Oceano Soares e Dormevilly Nóbrega para a seleção do repertório. Para o lado A do disco foram escolhidas seis músicas da Turunas do Riachuelo, interpretadas por “Ministrinho e sua Turma” (Ministrinho ao violão, Neguinho ao cavaquinho, Ênio no pandeiro, Marimbondo no afochê, Zoinho no agogô, Edson no reco-reco e José Lopes no tamborim, além de Luizinho e Nilton Cocada nas vozes). Para o lado B, as músicas representativas da Feliz Lembrança contaram com o Batuque Afro-Brasileiro de Nelson Silva. Os compositores turunenses escolhidos foram, além do próprio Ministrinho, os seus colegas Biné, Alfredo Toschi, Paulo Messias, Ernani Ciuffo, Nilton Cocada, José Oceano Soares e Dormevilly Nóbrega; já os compositores da Feliz Lembrança foram João Cardoso, Juquita, Djalma de Carvalho, B.O., Francisco Tavares, Toninho Rabeca, Danilo Soares, Jaú, Nelson Silva e José Carlos de Lery Guimarães. Como nossa cidade não dispunha de um local para gravações desse porte, foi improvisado um estúdio no prédio do Sindicato dos Bancários, na rua Batista de Oliveira. A tiragem foi de dois mil exemplares, a maior parte com distribuição dirigida, com uma pequena parcela colocada à venda no comércio. Apesar das deficiências técnicas, o disco é uma verdadeira relíquia, com Ministrinho e Nelson Silva, à frente de seus grupos, dando uma exuberante demonstração do que é cantar e tocar samba de verdade.